Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \29\+00:00 2011

free counters

Read Full Post »

Podemos afirmar que uma das grandes diferenças entre os automóveis e as motocicletas está na seguranca .Mas não se trata de um ser mais seguro que o outro, mas sim da forma que a segurança está embarcada em cada um deles.

O automóvel tem inúmeros quesitos de seguranca passiva, aquela que independe da ação do motorista. Alguns exemplos são o air bag, o cinto de seguranca e a própria carroceria . Porque garantem segurança independente da habilidade do condutor.

Já a motocicleta tem como ponto alto a segurança ativa, aquela que depende da ação do condutor. Afinal a capacidade de manobra da motocicleta a torna imbatível para evitar um acidente. Ela passa em espaços reduzidos , troca de direção quase instantaneamente , freia e reacelera em espaço reduzido de tempo. Assim, a habilidade do motorista é fundamental quando se trata de segurança ativa.

Até mesmo o verbo usado nominar os condutores de um e outro mostram diferença.O automóvel nós dirigimos, conduzimos ou mesmo levamos. A motocicleta, não. Nós as pilotamos!!

Para pilotar devemos nos tornar pilotos e assumir de vez que a segurança ativa da motocicleta deve ser usada incondicionalmente. E temos que nos preparar. Pois da mesma forma que ela nos tira de um acidente iminente, ela pode nos colocar em risco, na medida que avançamos no uso dos seus grandes atributos. Dirigir no limite da moto, sem um bom treinamento, simplesmente nos tira a margem de segurança que a sua maleabilidade nos dá.

A TEORIA DOS PRÓXIMOS 5 SEGUNDOS.

A grande arte de pilotar uma motocicleta ,como em todas as atividades onde mente e corpo se fundem, contempla a seguinte equação:

ATENÇÃO + TREINO + TÉCNICA = SEGURANÇA + DESEMPENHO + PRAZER

A teoria dos próximos 5 segundos é um exercício que consiste em prever o que pode ocorrer nesse tempo. Que não é pouco, na dependência da velocidade.

Devemos aplicar a teoria da seguinte forma :

1 . Mapeamos todo o percurso que vamos percorrer nos próximos 5 segundos .

2 . Fazemos uma instantânea suposição de tudo que poderá acontecer nos próximos 5 segundos.

3 . Planejamos e executamos a ação em cima do que imaginamos poder acontecer nos próximos 5 segundos.

Vamos exemplificar situações diversas:

Mas primeiro vamos mostrar o tamanho do espaço que pode ser percorrido em 5 segundos numa moto: a 120 Km/h são 166 metros; a 200 Km/h, e qualquer moto de tamanho médio em diante alcança isso, são 332 metros!

Trafegando numa rodovia existem inúmeras variáveis que podem colocar em risco nossa pilotagem. Carros, caminhões, animais , buracos e outras inúmeras variáveis. No momento em que estamos a 100 km/h e os demais veículos um pouco mais lentos sendo ultrapassados, devemos prever tudo o que poderá acontecer nos próximos 5 segundos.

Caso um carro mostre uma pequena tendência em mudar de faixa, ou mesmo se der seta, o plano já deverá estar pronto. Ou seja, desacelerar, frear, mudar de direção, enfim sempre que estivermos prevendo o que pode acontecer estaremos mais seguros.

Ao pilotar em um autódromo, em um track day ou competindo, a teoria dos próximos 5 segundos deve ser aplicada da mesma forma. No momento de uma ultrapassagem, a análise dos movimentos e a conclusão da opção certa passa a ser fundamental. E então, ultrapassar em segurança e de forma decisiva passa a ser sinônimo de desempenho na prova.

O exercício contínuo dos próximos cinco segundos faz com que se incorporem à pilotagem de forma automática todos os benefícios da segurança ativa. O treino fará com que as ações sejam tomadas mais automaticamente, com mais precisão, e a pilotagem fica cada dia mais segura , rápida e prazeroza .

Corpo e mente agindo em conjunto, coordenadas pelo treino da atenção e do planejamento

Motociclistas de longa data acabam se valendo da técnica dos próximos 5 segundos inconscientemente, fruto de muitos quilômetros de experiência. Assim quanto mais treinarmos, mais malícia e velocidade de decisão teremos.

A grande regra da técnica dos próximos 5 segundos é: sempre tomar uma decisão sob o que está acontecendo. NUNCA devemos ficar passivos e estáticos às adversidades. Os acidentes acontecem por falta de decisão. A passividade ou congelamento de ações ante a uma mudança de cenário são nossos inimigos número um.

Medo e coragem, os grandes inimigos da pilotagem

Como o medo e a coragem, coisas antagônicas, podem ser inimigos da nossa pilotagem???

Vamos falar de medo. Ele é o sentimento da aversão ao desconhecido. Ele só existe no momento em que não sabemos agir em uma situação de risco desconhecida. Pois bem, se a motocicleta derrapa em uma fenagem mais forte e temos medo , nossa ações são comprometidas. E na maioria das vezes o chão é a resultante dessa combinação. Ou quando um carro sai de uma esquina inesperadamente e o medo é tão grande que acabamos batendo no carro sem tentar nenhuma manobra.

A forma de vencer o medo é enfrentá-lo. Ou seja, praticar situações de medo, mas sem risco. Treinar frenagem, slalom e outras manobras. Nos cursos de track days são algumas formas de colocar o medo na lata do lixo e agir com consciência em qualquer situação . Outra forma é não se expor ao medo, evitar situações que possam causar risco, como diminuir a velocidade, aumentando consideravelmente a margem de segurança.

Já a coragem age aumentando a exposição ao risco. Muitas vezes a idéia de sermos melhores do que somos faz com que nossas ações sejam inconseqüentes, pois estão baseadas em coragem e não em técnica . Acelerar uma motocicleta é sem dúvida um meio rápido e seguro de provar adrenalina. Mas não precisamos de coragem para isso, precisamos de técnica, para assegurar que provaremos o prazer da adrenalina em pilotar uma motocicleta novamente .

A coragem pode virar medo em frações de segundos. A falta de técnica e experiência colocam o medo e a coragem na garupa de nossas motocicletas. Por isso, dando um passo de cada vez nos treinos, em pouco tempo você e sua motocicleta estarão em perfeita harmonia e a pilotagem cada vez mais perto da perfeição.

Fonte: www.rotaway.com.br
Texto: Dudu Rush
Fotos: Vinicius Fonseca / Rush Motorcycles

Read Full Post »

Preceitos básicos de conduta durante uma longa viagem de moto:

– Rodar com atenção em 100% do tempo;
– Lembrar sempre: a questão não é rodar muitos km´s por dia e sim, conhecer os principais pontos por onde cruzarmos;
– Uma grande motoviagem não é um desafio, é prazer, busca por emoções e turismo;
– Respeitar as culturas de todos os povos que conhecermos;
– Agir sempre como meros visitantes, aprendizes e viajantes;
– Fazer dezenas de motoamigos;
– Vivenciarmos que nada somos perante a força e energia da natureza;
– Ter paciência e sabedoria para lidar com os contratempos que podem surgir numa jornada como essa;
– Acordar e ir dormir, agradecendo ao Criador por tudo vivenciado e pelo que virá pela frente.

O objetivo é curtir, aprender, contemplar e interagir com o poder da natureza, dos lugares e povos que conhecerei, sempre com respeito, emoção e paz. No final, ter para sempre na alma a vivência dessa experiência. Que eu retorne um ser humano melhor que aquele que partiu.” Autor: Policarpo Jr (atualmente realizando a Jornada 3 Américas)

(Fonte: www.rockriders.com.br)

Read Full Post »

Policarpo e seu amigo Severino (em cima do baú lateral)

Depois de alguns anos sonhando, vários meses de planejamento, trâmites e mudanças na data inicial da partida,na manhã chuvosa do dia 15.03.2011,Policarpo Jr (38 anos), paulistano, partiu sem pressa da pacata cidade de Praia Grande/SP na baixada santista para o início da realização do seu sonho; a Jornada 3 Américas, uma viagem de motocicleta entre os pólos das Américas (Brasil – Ushuaia – Alasca – Brasil).

Acompanhe aqui, o diário de viagem que será feito periodicamente, durante os 200 dias previstos para a duração da viagem que começou no dia 15.03.2011.

Na primeira fase da Jornada 3 Américas, Policarpo Jr está solo (acompanhado do Criador). Encontrará aproximadamente daqui a 40 dias com o amigo e parceiro Gaspar (56 anos), na cidade de Antofagasta (norte do Chile) e seguirão juntos rumo ao Alasca, retornando para o Brasil.

Para conhecer os motocilistas que estão envolvidos nesta aventura e saber dos relatos dos 3 primeiros dias de viagem clique no link em destaque. Estarei acompanhando e postando aqui para quem quiser seguir nosso amigo aventureiro.

Quem sabe depois no Chile não resolvemos dar um pulinho em Ushuaia e no Alaska.

Read Full Post »

nossas visitas...

Ontem foi um dia atípico no au au em todos os sentidos, primeiramente porque conseguimos reunir todos os escudados de Belo Horizonte para conversar sobre alguns assuntos que mereciam uma certa atenção (havia sido exposto a todos os escudados por e-mail durante o dia) e por último, eu, Rominho e Marelo estávamos completamente a seca, ou seja, movidos a coca-cola e água mineral.

Gostaria inclusive de pedir desculpas aos nossos amigos de sempre, que são Monges de coração e que estavam presentes, por alguma falta de atenção que deixamos de dar, mas como puderam observar acabamos dedicando um para tratar assuntos de interesse exclusivo do grupo, pois isso os deixamos meio isolados.

O resumo da reunião foi encaminhado a todos os escudados por e-mail hoje a fim de alinharmos as discussões da noite com os demais membros escudados de outro estado (China e Evaldo) e assim que alinhadas todas as questões divulgaremos aos nossos digníssimos PP´s o que foi definido em nossa pauta de reunião (falei bonito heim!!! Não fiquem chateados PP´s, um dia receberão convite para estas audiências… 🙂 )

totosooo!!!!

Ficamos satisfeitos ontem também com a presença da Taquinha, Kildinho e Carol, que deram uma passada rápida no au au. A novata no nosso point era a Carol e como ritual de iniciação experimentou o nosso famoso drinque, o Au! Au! (na foto ao lado todos podem observar a satisfação da Carol ao sentir o gosto do elixir que estava provando).

Um sujeito sangue bom que está chegando junto novamente é o nosso amigo Leo, ex-PP, que novamente apareceu para uma rodada de bate-papo e cervejinha. Bom demais velho, é bom tê-lo por perto, e detalhe, pode trazer a Carol que a figurinha é sangue bom demais, conquistou a todos no aniversário do Flinkas…mande um abraço dos Monges para ela.

A moto do Marelo estava brilhando ontem moçada (o único de moto né), eu estava a pé e o Tonnel de carona com a Bia.

olhem na tampa do motor

Estavamos babando na moto de tão linda que ela esta, e para mostrar para vocês como a Marela e bem cuidada tirei uma foto onde é possivel perceber por uma das partes cromadas na moto a galera ao fundo tomando cerveja e batendo papo. Se fosse nossa (minha ou do Tonnel) com certeza o brilho não seria esse.

O fato sacana do dia ontem foi termos esquecido do nosso PP Ricardo, que havia combinado de nos encontrar após sair da faculdade e acabou chegando no au au e não encontrando ninguém. Como os cervejeiros de plantão estavam pagando penitência, acabamos saindo mais cedo. Eu, por estar de carona com o brother Tonnel, que gentilmente junto com sua esposa Bia me deram uma carona até em casa apesar de fugir um pouco do caminho deles. Marelo, tinha que passar na farmácia e comprar alguns pacotes de frauda porque o Geraldin esta mandando ver meus amigos, fazer merda e com ele mesmo…risos.

Foi mal PP, na próxima não falharemos com você, mas como diz o meu amigo Rominho: “_ PP tem mais é que se F….”.

Semana que vem tem mais e com boas novidades, aguardem!!!

Read Full Post »

Aniversário do Tonnel

Março para os Monges é um mês de muitas comemorações, dia 12 Flinkas, 14 Tonnel e a partir do próximo ano dia 02 será o primeiro aniversário do Geraldin, então, temos que aproveitar para agradecer a Deus e comemorar.

Hoje foi a comemoração do aniversário do Tonnel em um restaurante bacana de Belo Horizonte que fica na região da Pampulha chamado Quintal Pampulha, mas infelizmente não pude estar presente para registrar a comemoração, por ter visita em casa, e partilhar com todos. Depois vejo com o Tonnel se tiraram fotos e publico aqui no blog. Desculpe minha ausência meu amigo, mas tu mora no meu coração, sabe disse né.

Tonnel e eu indo para Fabriciano

Tonnel é um brother que conheço a anos, antes mesmo de viajarmos de moto por estas estradas ou mesmo imaginarmos que algum dia estaríamos juntos em um mesmo motoclube realizando tais façanhas. Estudamos juntos quando ainda moravamos no Vale do Aço em 1991, o que nos remete 20 anos de boa amizade…é meu amigo, estamos ficando experientes heim!

Cara, o que posso dizer além de desejar-lhe muitos anos de vida, muitas viagens e aventuras de moto, saúde, dinheiro, bons momentos e muita felicidade.

Que Deus continue te abençoando meu amigo e pode contar sempre com esta familia. Parabéns pelo seu dia.

Read Full Post »

Aniversário do Flinkas

Olha o aniversariante aí...

Ontem comemoramos o aniversário do Flinkas em um churrasco bem maneiro, agradável e animado. Entre Monges e outros amigos o Flinkas pode aproveitar em grande estilo a passagem para a casa dos trinta…risos.

Não faltou cerveja gelada (quase faltou – explico abaixo), carne ao ponto, bem passada e mal passada, claro que não podia faltar uma cachacinha especial, que agrada sempre a maioria. Um dos amigos do Flinkas que conhecemos no sádabo, Ivan, instrutor de vôo dele inclusive, achou que era água mineral e junto com a turma de vôo secaram o litro de cana-de-açucar, o rapaz saiu bonito na fita.

Por um vacilo meu, quase ficamos sem cerveja gelada na festa, na verdade ficamos um tempinho, pois haviamos comprado 3 caixas e coloquei apenas 2 para gelar, não sabia como a moçada bebia…se fosse apenas Monges eu saberia que não era suficiente, mas eramos a minoria. Enganei feio porque a turma dos helicopteros e aviões bebem para valer, fala sério. Como sempre os amigos de nossos amigos que vamos conhecendo ao longo do caminho são sempre gente boa, animados, extrovertidos e acabamos nos sentindo amigos e nos tornando amigos, então moçada de pilotos estejam à vontade para estarem conosco sempre que desejarem.

Ao galo doido aí...

Um detalhe interessante no churrasco foi que dentre as mulheres tinhamos duas Caroline e uma Carolina, e o mais divertido, ambas formadas em enfermagem. A conclusão que tiramos ao final do churrasco e que se chamar Carol (independente da terminação do nome) é automaticamente matriculada no curso de enfermagem de qualquer faculdade, sem a necessidade de prestar vestibular inclusive, neste caso o nome é um pré-requisito que vale muitos pontos de frente garantindo a vaga da canditada. Não adianta tentar se cadastrar em outro curso, mesmo que deseje fazer vestibular, será direcionada a área da saúde para fazer enfermagem…risos.

Só temos a agradecemos ao Kildare e familia por receber a galera sempre animados e caindo na farra junto conosco, valeu.

Ao Flinkas desejamos muitas felicidades, saúde, sucesso, dinheiro e uma boa viagem. Que no segundo semestre possamos fazer boas viagens de moto.

Clique para ver o Álbum de fotos do aniversário

Read Full Post »

Older Posts »