Feeds:
Posts
Comentários

Mudança de Numero de Telefone

Pessoal,

Meu número de telefone mudou para:

Cel +55 31 8469-6740

Favor atualizarem as agendas.

Obrigado,

Ricardo

ENC: MANIFESTO

Manifesto

Peço a cada destinatário para encaminhar este e-mail a um mínimo de
vinte pessoas em sua lista de endereços, por sua vez, pedir a cada um
daqueles a fazer o mesmo.

Em três dias, a maioria das pessoas no Brasil terá esta mensagem. Esta
é uma idéia que realmente deve ser considerada e repassada para o Povo.
Lei de Reforma do Congresso de 2012 (emenda da Constituição do Brasil)

1. O congressista receberá salário somente durante o mandato. E não
terá direito a aposentadoria diferenciada em decorrência do mandato.

2. O Congresso contribui para o INSS. Todo o fundo (passado, presente
e futuro) atual no fundo de aposentadoria do Congresso passará para o
regime do INSS imediatamente. O Congressista participa dos benefícios
dentro do regime do INSS exatamente como todos outros brasileiros. O
fundo de aposentadoria não pode ser usado para qualquer outra finalidade.

3. Congressista deve pagar para seu plano de aposentadoria, assim como
todos os brasileiros.

4. Congresso deixa de votar seu próprio aumento de salário, que será objeto de plebiscito.

5. Congressista perde seu seguro atual de saúde e participa do mesmo
sistema de saúde como o povo brasileiro.

6. Congressista está sujeito às mesmas leis que o povo brasileiro.

7. Servir no Congresso é uma honra, não uma carreira. Parlamentares
devem servir os seus termos (não mais de 2), depois ir para casa e
procurar emprego. Ex-congressista não pode ser um lobista.

8. Todos os votos serão obrigatoriamente abertos, permitindo que os
eleitores fiscalizem o real desempenho dos congressistas.

Se cada pessoa repassar esta mensagem para um mínimo de vinte pessoas,
em três dias a maioria das pessoas no Brasil receberá esta mensagem.

A hora para esta emenda na Constituição é AGORA.

É ASSIM QUE VOCÊ PODE CONSERTAR O CONGRESSO. Se você concorda com o
exposto, REPASSE, Se não, basta apagar

Você é um dos meus + 20. Por favor, mantenha esta mensagem CIRCULANDO.

Amigos,

Muitos talvez não tenham percebido que a URL do blog mudou pois ao digitar www.mongesmc.com.br era feito um redirecionamento automático para o blog dos Monges armazenado no wordpress: mongesmc.wordpress.com.

Somente hoje me toquei que algumas pessoas poderiam ter salvo nos favoritos o endereço do wordpress, e neste caso estão encontrando um blog abandonado, sem novas notícias, relatos de passeios e registro das nossas reuniões semanais. Devem até ter achado estranho, pois no mínimo um post era realizado por semana.

Peço desculpas por não ter me tocado antes em relação a isso e por ter esquecido de postar aqui um COMUNICADO avisando que reformulamos o site e voltamos a utilizar a URL original que é www.mongesmc.com.br.

Apareçam por lá para ver o novo visual e aproveitem para salvar este endereço no favoritos.

Atenciosamente,

Jesus Júnior

Free counters!

free counters

Podemos afirmar que uma das grandes diferenças entre os automóveis e as motocicletas está na seguranca .Mas não se trata de um ser mais seguro que o outro, mas sim da forma que a segurança está embarcada em cada um deles.

O automóvel tem inúmeros quesitos de seguranca passiva, aquela que independe da ação do motorista. Alguns exemplos são o air bag, o cinto de seguranca e a própria carroceria . Porque garantem segurança independente da habilidade do condutor.

Já a motocicleta tem como ponto alto a segurança ativa, aquela que depende da ação do condutor. Afinal a capacidade de manobra da motocicleta a torna imbatível para evitar um acidente. Ela passa em espaços reduzidos , troca de direção quase instantaneamente , freia e reacelera em espaço reduzido de tempo. Assim, a habilidade do motorista é fundamental quando se trata de segurança ativa.

Até mesmo o verbo usado nominar os condutores de um e outro mostram diferença.O automóvel nós dirigimos, conduzimos ou mesmo levamos. A motocicleta, não. Nós as pilotamos!!

Para pilotar devemos nos tornar pilotos e assumir de vez que a segurança ativa da motocicleta deve ser usada incondicionalmente. E temos que nos preparar. Pois da mesma forma que ela nos tira de um acidente iminente, ela pode nos colocar em risco, na medida que avançamos no uso dos seus grandes atributos. Dirigir no limite da moto, sem um bom treinamento, simplesmente nos tira a margem de segurança que a sua maleabilidade nos dá.

A TEORIA DOS PRÓXIMOS 5 SEGUNDOS.

A grande arte de pilotar uma motocicleta ,como em todas as atividades onde mente e corpo se fundem, contempla a seguinte equação:

ATENÇÃO + TREINO + TÉCNICA = SEGURANÇA + DESEMPENHO + PRAZER

A teoria dos próximos 5 segundos é um exercício que consiste em prever o que pode ocorrer nesse tempo. Que não é pouco, na dependência da velocidade.

Devemos aplicar a teoria da seguinte forma :

1 . Mapeamos todo o percurso que vamos percorrer nos próximos 5 segundos .

2 . Fazemos uma instantânea suposição de tudo que poderá acontecer nos próximos 5 segundos.

3 . Planejamos e executamos a ação em cima do que imaginamos poder acontecer nos próximos 5 segundos.

Vamos exemplificar situações diversas:

Mas primeiro vamos mostrar o tamanho do espaço que pode ser percorrido em 5 segundos numa moto: a 120 Km/h são 166 metros; a 200 Km/h, e qualquer moto de tamanho médio em diante alcança isso, são 332 metros!

Trafegando numa rodovia existem inúmeras variáveis que podem colocar em risco nossa pilotagem. Carros, caminhões, animais , buracos e outras inúmeras variáveis. No momento em que estamos a 100 km/h e os demais veículos um pouco mais lentos sendo ultrapassados, devemos prever tudo o que poderá acontecer nos próximos 5 segundos.

Caso um carro mostre uma pequena tendência em mudar de faixa, ou mesmo se der seta, o plano já deverá estar pronto. Ou seja, desacelerar, frear, mudar de direção, enfim sempre que estivermos prevendo o que pode acontecer estaremos mais seguros.

Ao pilotar em um autódromo, em um track day ou competindo, a teoria dos próximos 5 segundos deve ser aplicada da mesma forma. No momento de uma ultrapassagem, a análise dos movimentos e a conclusão da opção certa passa a ser fundamental. E então, ultrapassar em segurança e de forma decisiva passa a ser sinônimo de desempenho na prova.

O exercício contínuo dos próximos cinco segundos faz com que se incorporem à pilotagem de forma automática todos os benefícios da segurança ativa. O treino fará com que as ações sejam tomadas mais automaticamente, com mais precisão, e a pilotagem fica cada dia mais segura , rápida e prazeroza .

Corpo e mente agindo em conjunto, coordenadas pelo treino da atenção e do planejamento

Motociclistas de longa data acabam se valendo da técnica dos próximos 5 segundos inconscientemente, fruto de muitos quilômetros de experiência. Assim quanto mais treinarmos, mais malícia e velocidade de decisão teremos.

A grande regra da técnica dos próximos 5 segundos é: sempre tomar uma decisão sob o que está acontecendo. NUNCA devemos ficar passivos e estáticos às adversidades. Os acidentes acontecem por falta de decisão. A passividade ou congelamento de ações ante a uma mudança de cenário são nossos inimigos número um.

Medo e coragem, os grandes inimigos da pilotagem

Como o medo e a coragem, coisas antagônicas, podem ser inimigos da nossa pilotagem???

Vamos falar de medo. Ele é o sentimento da aversão ao desconhecido. Ele só existe no momento em que não sabemos agir em uma situação de risco desconhecida. Pois bem, se a motocicleta derrapa em uma fenagem mais forte e temos medo , nossa ações são comprometidas. E na maioria das vezes o chão é a resultante dessa combinação. Ou quando um carro sai de uma esquina inesperadamente e o medo é tão grande que acabamos batendo no carro sem tentar nenhuma manobra.

A forma de vencer o medo é enfrentá-lo. Ou seja, praticar situações de medo, mas sem risco. Treinar frenagem, slalom e outras manobras. Nos cursos de track days são algumas formas de colocar o medo na lata do lixo e agir com consciência em qualquer situação . Outra forma é não se expor ao medo, evitar situações que possam causar risco, como diminuir a velocidade, aumentando consideravelmente a margem de segurança.

Já a coragem age aumentando a exposição ao risco. Muitas vezes a idéia de sermos melhores do que somos faz com que nossas ações sejam inconseqüentes, pois estão baseadas em coragem e não em técnica . Acelerar uma motocicleta é sem dúvida um meio rápido e seguro de provar adrenalina. Mas não precisamos de coragem para isso, precisamos de técnica, para assegurar que provaremos o prazer da adrenalina em pilotar uma motocicleta novamente .

A coragem pode virar medo em frações de segundos. A falta de técnica e experiência colocam o medo e a coragem na garupa de nossas motocicletas. Por isso, dando um passo de cada vez nos treinos, em pouco tempo você e sua motocicleta estarão em perfeita harmonia e a pilotagem cada vez mais perto da perfeição.

Fonte: www.rotaway.com.br
Texto: Dudu Rush
Fotos: Vinicius Fonseca / Rush Motorcycles

Preceitos básicos de conduta durante uma longa viagem de moto:

– Rodar com atenção em 100% do tempo;
– Lembrar sempre: a questão não é rodar muitos km´s por dia e sim, conhecer os principais pontos por onde cruzarmos;
– Uma grande motoviagem não é um desafio, é prazer, busca por emoções e turismo;
– Respeitar as culturas de todos os povos que conhecermos;
– Agir sempre como meros visitantes, aprendizes e viajantes;
– Fazer dezenas de motoamigos;
– Vivenciarmos que nada somos perante a força e energia da natureza;
– Ter paciência e sabedoria para lidar com os contratempos que podem surgir numa jornada como essa;
– Acordar e ir dormir, agradecendo ao Criador por tudo vivenciado e pelo que virá pela frente.

O objetivo é curtir, aprender, contemplar e interagir com o poder da natureza, dos lugares e povos que conhecerei, sempre com respeito, emoção e paz. No final, ter para sempre na alma a vivência dessa experiência. Que eu retorne um ser humano melhor que aquele que partiu.” Autor: Policarpo Jr (atualmente realizando a Jornada 3 Américas)

(Fonte: www.rockriders.com.br)