Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 11 de março de 2011

Quem disse que coincidência não existe? Ontem o Tonnel resolveu ir para o au au de táxi, devido a possibilidade de chuva e para poder beber tranqüilamente sem ter preocupar em pilotar sua moto de volta para casa.
Batendo um papo com o taxista até chegar em seu destino, comentou que estava indo encontrar uns amigos do motoclube, que quinta-feira era o dia dedicado a estarmos juntos tomando uma e tal, foi quando o taxista lembrou que o seu filho havia participado a tempos atrás de um motoclube, chamado Monges. Olha que coincidência muito louca, o filho dele é o Leo, um antigo PP do nosso motoclube que deixou de fazer parte do grupo de uma hora para outra (não me lembro ter ficado sabendo o motivo para ele ter se afastado, mas lembro que ele raramente aparecia, já é um bom motivo…risos). O cara ter um filho que fez parte de um motoclube é aceitável, agora ser ex integrante dos Monges é quase uma sacanagem.

Pegou o contato, anotou o endereço onde deixou o Tonnel e para nossa satisfação o Leo apareceu para tomar uma gelada conosco. Depois de anos sem encontrá-lo foi uma grande satisfação recebê-lo, bater um papo e saber que esta com saúde e tocando a vida. Lembramos de histórias antigas, acidentes de moto que em alguns momentos o impediu de viajar conosco, lembro que o mais sério deles foi quando quebrou a perna e não pode se juntar a nós na viagem para Petrolina. Leo, sinta-se a vontade para aparecer sempre que desejar, será bem recebido.

"No final da noite já não achei ser tão coincidência assim ele ter chegado até nós, pois conversando descobrimos que ele estava procurando uma realocação no mercado de trabalho e aproveitamos o encontro para pegar e-mail e hoje encaminhar o currículo dele para uma empresa, pelo Kildare. Vai me dizer que Deus não gosta deste menino?".

Como geralmente gostamos de sacanear quem não esta presente no dia, ontem resolvemos ligar para o Marelo (aquele sujeito papai fresco do grupo – Geraldin nasceu a 8 dias) e o numero discado fopi da Monalise (esposa dele). Putz!!! Gelei quando escutei a voz dela no telefone, queria zuar o Marelo dizendo que ele não tinha conseguido um abias corpus para freqüentar o au au e não tomar um espalho da esposa dele por estar chamando o cara para beber com um filho de dias em casa. No final das contas, respirei fundo e brinquei com a Mona sobre o assunto…ela riu…comentou que ele estava trabalhando e para meu alivio não causei nenhum desconforto. Valeu Moninha, te amamos viu, somos apenas meio avacalhados em alguns momentos, mas somos gente boa.

Aproveitamos também para confirmar o churrasco de final de semana no Kildare, para comemorarmos o aniversário do nosso amigo Flinkas. Amanhã providenciaremos os comes e bebes e o mapa de como chegar na casa dele (será enviado por e-mail).

Para fechar a noite, a Claudinha irmã do Rominho, perguntou até quando eu seria Presidente dos Monges, se não passaria o cargo para outra pessoa. Comentei que os integrantes tem direito de trocar quando acharem necessário, aí o Rominho me solta que é vitalício pois quem gosta de status sou eu e de mais a mais quem iria atualizar o blog? Veja se pode um negocio desses…essa é a turma de amigos que são minha familia, escolhida por mim ainda por cima. 🙂

É isso aí, mais uma quinta surpreendente entre amigos, que as coincidências da vida sempre tragam boas pessoas e bons momentos.

Read Full Post »